EXPLORADOR FLORENTINO

Um aventureiro anda perdido, com bússola e mapa na mão. O que procura? O que observa? O que achas que pode encontrar? O mapa tem uma cruz, há pistas que tem de seguir e superar vários desafios. Que tesouro estará escondido na cruz do mapa? Os tesouros andam por aí…

Esta animação encontra-se disponível (por marcação) na Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea de Viseu e também no Parque Aquilino Ribeiro (pela Zunzum-AC), podendo ainda ser adaptada a outros espaços, florestas, parques, jardins, escolas… (também podem lá ir sozinhos, experimentar o percurso a qualquer hora, pois há mapas disponíveis e o “tesouro” está lá, no “X”)

O Explorador Florentino tem o seu “selfie stick” numa mão e na outra um pequeno e antigo baú, mas ele não revela que tesouro leva lá dentro. Depois da viagem e de toda a aventura terminar, aí sim este seu baú vai ser deixado, lá no local, onde no mapa se encontra a “cruz”, em troca do tesouro que lá estará. No fim-de-semana (ou quando quiserem) voltaremos a fazer o percurso do mapa e descobriremos então o que o Explorador Florentino lá deixou para todos… mas isso é só depois, para já temos de o acompanhar e ajudar a lá chegar!

Antes de começar, o Florentino vai passar pela Escola, entrega à professora o famoso “Mapa da Cruz da Quinta da Cruz” e uma pequena caixa cheia de enigmas e desafios. À hora marcada estão todos prontos para começar, mas este explorador é muito distraído e precisa mesmo da ajuda da turma para avançar…
Como descobrir que caminho ele deve seguir?
Que animais poderão viver naquele buraquinho?
Quem consegue imitar o som daquele pássaro?
O que vemos naquela escultura?
Que inseto se mexe daquela maneira?
Aquelas sementes têm asas?
Quem sabe o nome daquela árvore e que vitaminas tem o seu fruto?
O que podemos construir com isto que encontrámos?
Que mensagens devemos deixar a quem lá voltar?
Estas serão algumas das questões que poderemos vir a encontrar, mas o mais divertido será (mesmo à distância), poder sujar as mãos, mexer o corpo e observar o mundo que nos rodeia. Mais tarde voltamos lá, numa equipa mais “familiar”, mas com o mesmo mapa da “Cruz” para resgatar o tesouro que o Florentino lá deixará…

Projecto desenvolvido no âmbito do FESTIVAL EDUCARTE 2021